NÃO SEGUIU O PASSO

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e o vice, Bruno Reis (DEM), se dividiram para dar conta de dois grandes acontecimentos na capital baiana, nesta sexta-feira (4/10). No mesmo dia em que a Colina Sagrada foi reinaugurada, moradores da Fazenda Grande do Retiro buscavam respostas sobre o desabamento de casas em uma encosta no local.

O chefe do Executivo acompanhou a inauguração, mas comentou a tragédia.

“A Prefeitura vem fazendo e não é pouca coisa. Vocês podem ver que ali na Candinho Fernandes a gente vinha executando a obra de contenção daquela encosta, já algum tempo vinha monitorando a situação daqueles imóveis, tanto que antecipamos a evacuação das famílias e não houve, graças a Deus, nenhuma vitima fatal. Se isso fosse há alguns anos atrás nós estaríamos chorando a perda de vidas humanas aqui na cidade do Salvador, como aconteceu no ano passado e, em função desse trabalho permanente, de prevenção, que acontece 365 dias do ano, nós temos condição hoje de ter as vidas inteiramente preservadas. Aqueles imóveis estavam em situação de muito risco e condenados, tanto que a Prefeitura evacuou e está dando todo suporte às famílias e nós não vamos permitir que ninguém permaneça em área de risco. As causas e as razões do rompimento da contenção ainda não estão identificadas, então tecnicamente estamos fazendo os estudos a partir de hoje. Nós já acionamos a empresa que está executando aquela obra pra entender o que aconteceu, mas é uma região que a prefeitura vem estando presente com toda atenção desde 2015 e vem acompanhando e monitorando, tanto que nós tivemos condições de antecipar a tragédia e preservar as vidas humanas. A gente lamenta o que aconteceu com aquelas casas, as cenas são fortes, uma casa inteira veio ao pé da encosta”.

Bruno Reis, diretamente do local do desabamento e um pouco mais apertado pela imprensa, deu outras informações:

“Com essas famílias nós assumimos o mesmo compromisso de logo aqui a frente, no loteamento Barro Branco, que já está em execução as obras, de dar uma moradia definitiva. O problema, desde o inicio identificado, no mês de maio nós viemos notificando a Embasa de que estava tendo água jorrando sobre a contenção e que fatalmente poderia ter ocorrido o rompimento de alguma adutora da Embasa, que ela tomasse alguma providência, viesse ao local. Contratamos um técnico, que emitiu um laudo informando o problema da água. O fato é que a contenção, com tanta água não resistiu e acabou cedendo. Uma obra que a prefeitura conseguiu os recursos com o Governo Federal, realizamos uma licitação com concorrência pública, uma empresa foi contratada e vinha executando a obra. Um investimento de 12 milhões de reais, realizando essa grande contenção aqui. O que eu posso assegurar a todas as famílias é que a prefeitura tá aqui para dar todo suporte, todo apoio. Estamos aqui com uma equipe da Limpurb para ajudar na remoção dos pertences. Quem perdeu os moveis, temos o auxílio emergência para indenizar, além da garantia da moradia definitiva num local sem risco que já está em construção, nossa expectativa é entregar em abril de 2020″.

Bruno Reis é o principal nome defendido por Neto para assumir a Prefeitura de Salvador nas eleições de 2020.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *