VESTINDO A CARAPUÇA

Em suas redes sociais, o vereador de Salvador, Alexandre Aleluia (DEM), comemorou a aprovação do projeto de Lei que inclui Salvador no Plano Nacional de Alfabetização, com o objetivo de implementar ações voltados à promoção da alfabetização baseada em evidências científicas. A matéria é contra o método Paulo Freire, que, para o parlamentar, estimula a doutrinação dentro da sala de aula. “Se não quiser vestir a carapuça, terá que mostrar comprovação científica”, disse Aleluia ao Linha de Frente.

O vereador afirmou, ainda, que foi ele quem começou o movimento de inclusão dos municípios no projeto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) – apesar de a matéria deixa facultativo. “Outros vereadores me disseram que iam seguir a mesma linha, inclusive o filho do presidente, Carlos Bolsonaro”. O “Zero Dois” não só comentou a publicação do vereador, como citou Aleluia na redação do projeto, no Rio de Janeiro.

Apesar da interação, Aleluia contou ao Linha de Frente que não houve conversa entre ele e o filho de Bolsonaro. “Ele respondeu de forma espontânea, não falamos sobre, mas ele se inspirou nisso”.

O texto agora será discutido pelas comissões e seguirá para a mesa do prefeito ACM Neto (DEM), que terá 15 dias para aprovar ou não. “Não sei a posição dele, mas sei o que a cidade em que eu vivo precisa”.

Siga-nos no Twitter: @linhadefrenteba

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *