Heloisa Périssé se apresenta em Drive In de Salvador

Depois do 21 anos de Edições sendo realizados por diversos teatros da cidade, o projeto Catálogo Brasileiro de Teatro agora chega ao Formato Drive In, se adaptando ao momento da pandemia e oferecendo ao público a possibilidade de continuar a manter ao teatro vivo e “de perto”.

Para começar essa temporada neste circuito, apresenta Heloísa Périssé com seu primeiro monólogo: E FORAM, QUASE, FELIZES PARA SEMPRE, que teve sua estreia na cidade em 2013. A apresentação acontece dia 22 de Agosto às 19h no Big Drive In Salvador no Centro de Convenções. Os ingressos custam a partir de R$ 180,00 por veículo com direito a até 04 pessoas. Os ingressos já estão à venda no sympla.com.br/bigdrivein

Escrito e encenado pela atriz Heloisa Périssé, retrata a noite de autógrafos da escritora Letícia Amado. Ela viajou um ano e meio, atrás dos melhores resorts, melhores praias, melhores hotéis para que as pessoas pudessem viajar com seus amores e curtir uma lua de mel inesquecível. Só que durante o período da procura, por conta de suas diversas viagens, ela se separa do marido, e no dia da sua tão esperada noite de autógrafos, onde ela finalmente está lançando seu livro, CANTINHO PRA DOIS, vê o ex marido beijando uma nova namorada.

E agora? Casa cheia, o livro prometendo ser um sucesso retumbante e Lele na pista de novo! Ela não vai nem poder usar o próprio livro que escreveu. Vai para o cantinho pra dois, com quem? Mas durante a peça, ela confessa que sempre teve um relacionamento muito conturbado com Paulo Vitor. E nessa peça “desabafo”, onde ela vai contar suas desventuras, ela tem certeza que muita gente vai acabar se identificando, e que a alegria vai ser geral.

“E FORAM QUASE FELIZES PARA SEMPRE” se apresenta pelo Catálogo Brasileiro de Teatro através da Lei de Incentivo à Cultura em uma iniciativa da Fred Soares Produções. Realizado há 21 edições, o projeto que estimula a cultura das artes cênicas em Salvador, apresentando por ano 20 espetáculos do eixo Rio e São Paulo, sendo considerando o maior projeto de circulação teatral do país.

Atore se unem em projeto teatral em plataforma de streaming

Os atores Fábio Vidal e Vinícius Piedade se unem no Solos em Todos os Solos, projeto digital de apresentação, valorização e conexão de trabalhos solos de artistas das artes cênicas. A primeira ação será uma mostra com espetáculos de repertório entre os dias 29 de julho e 19 de agosto, sempre às quartas-feiras, às 20h.

Adaptando-se ao atual cenário de isolamento social e estabelecendo um projeto de veiculação virtual, os artistas adaptam seus trabalhos ao formato digital e criam novas maneiras de efetuarem suas ações artísticas. Há mais de 17 anos, Fábio Vidal e Vinícius Piedade geram um diverso repertório de espetáculos autorais que já circularam por diversas cidades de mais de 15 países.

Em Solos em Todos os Solos, os atores afirmam um modo de criação e prática artística contemporânea caracterizada pela fusão das funções de atuação, encenação e autoria muito difundida nos tempos atuais como forma de expressividade e autonomia de seus intérpretes em diversas linguagens artística (teatro, dança, circo e performance) e que possibilitam atuações públicas nesse momento em que distanciamentos são tão necessários. Assim, isolados, os artistas se apresentam ao público de suas residências, experimentando novas possibilidades de uma cena realizada ao vivo.

As encenações serão apresentadas em formato on-line e os ingressos podem ser adquiridos por meio da plataforma Sympla. Parte dos recursos arrecadados com as vendas dos ingressos será doada para iniciativas de auxílio a profissionais das artes cênicas em Salvador e São Paulo, que estão em delicada situação financeira e profissional, desde o início da pandemia da Covid-19.

Solos em Todos os Solos é uma realização do Território Sirius Teatro, Multi Planejamento Cultural e Núcleo Vinícius Piedade & Cia. Além das apresentações, serão promovidos encontros virtuais gratuitos através do Instagram entre os realizadores e profissionais que colaboraram com a produção dos espetáculos como a diretora Meran Vargens (Seu Bomfim), o dramaturgo Flávio Tonnetti (Hamlet Cancelado), o dramaturgo Gil Vicente Tavares (Sebastião) e o preparador corporal Luis Louis (Carta de um Pirata).

Stand Up Humor de Santo se apresenta em Salvador.

Sucesso nos teatros de todo o Brasil, e recém chegado de turnê na Europa, o Humor de Santo – o 1º Stand Up Comedy Umbandista do Brasil, estreará em Salvador nos dias 21 e 22 de outubro, no Teatro Isba, às 21h e 19h respectivamente. Apesar da temática, o Humor de Santo não é exclusivo para Umbandistas. “É um espetáculo divertido para todas as pessoas, e no teatro sempre vai muita gente de outras religiões”. diz Paulo.

Durante 70 minutos, Paulo diverte a plateia com causos, historias, sacadas e improvisos, envolvendo a Umbanda do melhor jeito possível: descontraído e com muito respeito. “Não é brincar com o divino, é se divertir com o humano”, complementa. O Humor de Santo já foi visto por mais de 5000 pessoas, em 2 continentes, 3 países e 18 cidades. É um espetáculo para todos que gostam de se divertir.

Serviço

Humor de Santo

Onde: Teatro ISBA

​EndereçoAv. Oceânica, 2717 – Ondina, Salvador – BA

​Quando: ​21 e 22 de outubro​ (sábado e do​mingo)

​Horários: Sábado: 21h​ e Domingo: 19h
​Ingressos: ​R$60 (inteira) e R$30 (meia)

Vendas: bilheteria do teatro/site www.compreingressos.com.br.
Informações: Carambola Produções – (71) 3341-4411

Sertão nordestino inspira espetáculo de Celo Costa.

Celo Costa apresenta na noite de hoje, às 20h30, o espetáculo “O Velho Homem Rio”, no Teatro Sesc Casa do Comércio, em Salvador. Entre narração de histórias e cantoria, o cantador, multi-instrumentista e compositor traz a riqueza de significados e simbolismos de sua terra natal, o sertão nordestino, para o show inspirado no conto “A terceira margem do rio”, de Guimarães Rosa. Vencedor do Prêmio Caymmi de Música na categoria Show com Melhor Direção Artística, assinada por Jackson Costa, o espetáculo com apresentação única passeia entre as linguagens da música e do teatro. Sob a direção musical de André Tiganá, canções de Elomar, Dominguinhos, Chico Buarque e Mauro Aguiar dialogam com o repertório autoral de Celo Costa.

Trajetória – Nascido na cidade de Santa Maria da Vitória, localizada no oeste da Bahia e banhada pelo Rio Corrente, Celo Costa encontrou também nas memórias da infância a relação com a arte que apresenta no espetáculo. “Eu me criei na beira de um rio. E o narrador do conto é o filho que fica. É a história de um pai que manda fazer uma canoa para si e passa a viver no meio do rio. Mas quem conta essa história é o filho. Eu me identifico com essa história porque eu fui criança também dentro de uma família e os meus pais se separaram. Eu vi o meu pai, falando de uma maneira metafórica, mandar fazer pra si uma canoa e viver no meio desse rio. É uma memória forte que eu tenho”, conta. Algumas músicas autorais, inclusive, foram compostas no período em que Celo vivia às margens do Rio Corrente.

SERVIÇO

O que: Espetáculo “O Velho Homem Rio”, com Celo Costa

Onde: Teatro Sesc Casa do Comércio

Quando: HOJE, 04/10/2017 (Quarta-feira)

Horário: 20h30

Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia entrada)

Vendas antecipadas: A partir de 04 de setembro na bilheteria do Teatro Casa do Comércio e no site da Compre Ingresso: www.compreingressos.com

Fábio Porchat e Miá Mello retorna a Salvador com a peça Meu Passado Me Condena

O casal Miá e Fábio está de volta em Meu Passado Me Condena – A Peça. O espetáculo acontece no Teatro Castro Alves, no dia 14 de outubro, e os ingressos já estão a venda no ingresso rápido. Este é um dos espetáculos de maior sucesso no eixo Rio/São Paulo Miá (Miá Mello) e Fábio (Fábio Porchat) se conhecem na fila do banheiro de uma festa e um mês depois se casam. “A peça se passa antes do filme e do seriado. Fábio e Miá chegam em casa depois da festa de casamento e começam a discutir a relação”, explica Porchat.

Assim, depois que chegam ao novo apartamento, o casal até tenta entrar no clima para a noite de núpcias, mas o apartamento pequeno, os presentes que não agradam, as duas famílias e – pior! – o fato de não saberem nada sobre opassado um do outro começa a interferir na lua-de-mel. Será que o amor sobrevive a essa noite?

O texto, divertido e inspirado, é de Tati Bernardi, que também assinou os roteiros da série e do filme homônimos, ambos produzidos por Mariza Leão e dirigidos por Julia Rezende. A série teve duas temporadas exibidas pelo canal Multishow. O filme foi a segunda maior bilheteria nacional de 2013, ultrapassando três milhões de expectadores.

A direção fica por conta de Inez Viana, também atriz, que deu vida à Suzana, grande conselheira do jovem casal junto a seu ex-marido Wilson, interpretado por Marcelo Valle, personagens que participaram da história no cinema e na TV. “O ponto de vista é outro. Antes eu só atuava, agora precisarei também pensar no conceito de Meu Passado Me Condena – A Peça. E apesar de ser minha sétima direção em teatro, sempre é um novo desafio”, completa. “Sua bagagem teatral tem feito toda a diferença no trabalho e o fato da gente se conhecer bem ajuda muito nesse processo. A Inez sempre sabe aonde dá para puxar mais”, confirma Miá Mello.

Os atores adoraram a oportunidade de trabalharem juntos novamente. “Miá é a dupla perfeita. Adoro fazê-la rir”, elogia Fábio. A opinião de Miá é a mesma: “A minha parceria com Fábio é muito próspera. A gente gosta muito de trabalhar juntos e acho que temos uma química perfeita. E isso transparece na hora que as pessoas vão assistir. Realmente acreditam que somos um casal e com isso acabam se identificando ainda mais”, afirma a atriz. E Inez complementa: “Desde a primeira temporada da série, em 2012, tivemos todos, de imediato, uma grande sintonia e empatia”.

SERVIÇO:

Dia 14 de outubro 2017 (sábados)
Horário: 21h
Local: Teatro Castro Alves
Endereço: Campo Grande
Duração: 70 minutos
Quanto: Plateia A – P: R$120,00 (interia) e R$60,00(meia) / Plateia Q – Z3: R$100,00 (Inteira) e R$50,00 (meia) / Plateia Z4 – Z11: R$80,00 (inteira) e R$40,00 (meia)
Classificação: 14 anos
Informações: Carambola Produções – (71) 3341-4411

Circuito Cultural Belgo Bekaert apresenta o clássico Chapeuzinho Vermelho em escolas de Feira de Santana.

O Circuito Cultural Belgo Bekaert promove apresentações do clássico infantil Chapeuzinho Vermelho para estudantes de Feira de Santana, de 26 a 29 de setembro. As apresentações vão acontecer na Creche Municipal Maria de Lourdes Pellegrini de Freitas Silva, Escola Municipal Pedro Moura, Escola Municipal Anízio Pereira Bernardes, CMEI Prof. Eduarda Oliveira França, CMEI Eduardo da Silva Pessoa de Miranda, CMEI Paulo Almeida Cordeiro e Escola da Associação Feirense de Assistência Social – AFAS.

A montagem de “Chapeuzinho Vermelho” faz uma releitura da clássica história da menina que vai pela floresta levar doces para a avó e acaba se encontrando com um lobo mau. Nesta versão, os atores da trupe apresentam o ponto de vista de cada um dos personagens – afinal, todos querem sair de inocente ou herói desta história. Através de músicas e muita criatividade, os atores vão se revezando em todos os papéis. Sem perder a musicalidade, o humor e a criatividade, a versão deste clássico da literatura mundial traz temas e discussões da contemporaneidade. A peça tem duração de 50 minutos. Recomendação etária: 4 anos.

A temporada 2017 do Circuito Cultural Belgo Bekaert, que está em sua sétima edição, segue até o fim de novembro com atrações direcionadas ao público infantojuvenil. O programa é realizado em Feira de Santana desde 2011 e já levou cerca de 65 mil espectadores às 278 apresentações realizadas em teatros, praças e escolas da cidade.

O Circuito Cultural é promovido pela empresa Belgo Bekaert Arames por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura e tem como proposta oferecer uma programação cultural regular à comunidade e democratizar a cultura como fonte de conhecimento e desenvolvimento. A iniciativa  conta ainda com o apoio da Prefeitura Municipal de Feira de Santana, Jornal Folha do Estado, Hotel Classe Apart e produção da Lima Produções Culturais. Além de Feira de Santana, o programa está presente em outras quatro cidades brasileiras – Contagem e Vespasiano (MG), Osasco e Hortolândia (SP).  A programação e mais informações sobre o Circuito Cultural Belgo Bekaert podem ser conferidas na página  https://www.facebook.com/circuitoculturalbelgobekaert.

Programação:

Espetáculo: Chapeuzinho Vermelho

– 26 de setembro às 10h30 na Creche Municipal Maria de Lourdes Pellegrini de Freitas Silva e às 15h na Escola Municipal Pedro Moura.

– 27 de setembro às 10h30 na Escola Municipal Anízio Pereira Bernardes e às 15h no CMEI Prof. Eduarda Oliveira França.

– 28 de setembro às 10h no CMEI Eduardo da Silva Pessoa de Miranda e às 15h no CMEI Paulo Almeida Cordeiro.

– 29 de setembro às 10h30 na Escola da Associação Feirense de Assistência Social – AFAS.

 

Luís Miranda em temporada de verão de 7Conto no Teatro Jorge Amado.

Depois de ter somado mais de um milhão de espectadores, consagrando o sucesso unanime de crítica e público, o ator Luís Miranda  retorna ao teatro baiano para uma temporada especial de verão da comédia 7Conto  – uma realização da Miranda Produções e Paula Hazin, direção da atriz Ingrid Guimarães e supervisão de direção de Elísio Lopes Jr (do “Esquenta!” e do “Espelho”). Sempre atualizando e reciclando cenários, figurinos e texto, o espetáculo ficará em cartaz em curta temporada, a partir do dia 4 de fevereiroaos sábados, às 20h, e domingos, às 19h, e segue até março, no Teatro Jorge Amado. 

Do tablado para a TV

Em 2017, 7Conto se aquece para alçar novos  vôos. A comédia invadirá as telinhas em formato de série, numa  parceria entre Luís Miranda e Elísio Lopes. Os dois estão produzindo o roteiro para TV e cinema com os personagens da peça, que será entregue no início de 2018.

Ação Social – Programa Eu Faço Cultura

Beneficiários dos programas de Governo, estudantes de escolas estaduais e municipais, participantes de ONGs podem se cadastrar no site www.eufacocultura.com.br e adquirir o ingresso gratuito para assistir ao espetáculo 7Conto.

 Sobre o espetáculo

7Conto  vai muito além da comédia, ele convida a plateia a lançar um novo olhar sobre as questões sociais e políticas do país de uma forma cômica porém muito intensa. “Essa será uma temporada muito especial, pois, o momento do país é muito significativo. Ter uma comédia de 10 anos que continua atual, para mim isso é a afirmação da minha assinatura como dramaturgo, comediante e ator”, revela Luís Miranda, que se mostra feliz por realizar um projeto atemporal.

A Comédia, com texto e atuação do próprio ator, é um espetáculo que aponta, de uma maneira bem humorada, as diferenças do Brasil através de sete personagens , todos criados pelo ator. Com direção de Ingrid Guimarães, Luís Miranda coloca em cena todo o seu talento de humorista, fazendo o público rir e se identificar com os personagens:

QUEIXADA, bebum, misto de guardador de carros e filósofo do cotidiano, flanelinha simpático, como raramente se encontra nas ruas das grandes metrópoles, arranca gargalhadas ao contar as aventuras e desventuras de suas relações com os clientes, em meio a goles da sua inseparável garrafinha de cerveja.

CAROLINE, O ator negro encarna a atriz mirim que não se conforma com os papéis que lhe são reservados na história do teatro e televisão brasileiros. Com a doçura peculiar das crianças carentes de atenção, expressa na voz fina carregada de simbolismo e no humor nada inocente, a personagem ironiza a postura da literatura infantil, que põe em campos radicalmente opostos Branca de Neve e O Negrinho do Pastoreio, refletindo-se de forma idêntica nas novelas e nas peças nacionais.

DONA EDITI, líder comunitária e apresentadora do programa Editi, Corte e Economize, é uma homenagem bem humorada às mulheres faveladas que labutam no dia-a-dia, às voltas com a falta de dinheiro e tendo que usar a criatividade para tocar a vida, revela o ator, que inspirou-se sobretudo em sua mãe, Luzia Miranda.

DETONA, apresentadora do programa da TV Magnata, uma clara alusão aos apresentadores sensacionalistas da televisão brasileira. A graça do personagem é maliciosa, e seu discurso indignado contra os pobres faz rir pelo nonsense, mas revela a sua verdadeira face na arrepiante cena final, de certa forma síntese de todo o espetáculo.

SHEILA, socialite das mais chiques e afetadas, megalômana e deslumbrada, ela é um dos tipos mais populares e caricatos construídos por Luís Miranda em sua carreira. Deusa do luxo e sofisticação, absurdamente vestida com um sobretudo fabricado com “o pelo-rei de ovelhas albinas criadas no sul-nordeste da Croácia”. A mesma que, na companhia de príncipes e condes tão ricos e fúteis quanto ela, sorve goles e goles do “prosecco tão seco, mas tão seco, que é feito com uvas passas…”.

DONA ARMINDA, uma octogenária que faz chorar com a percepção do quanto somos cruéis com os idosos neste país e faz chorar de rir com seu palavreado desbocado de indignação contra as maravilhas da informática que, contudo, excluem e fazem penar os mais velhos.

DANDARA – Uma crítica à intolerância religiosa

SERVIÇO

Luís Miranda em 7 Conto – A Comédia

Local: Teatro Jorge Amado

Datas: 04, 05, 11, 12, 18 e 19 de fevereiro

             04, 05, 11 e 12  de março

Quando: Sábado às 20h e Domingo às 19h.

Ingressos: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia).

Vendas: bilheteria do Teatro Jorge Amado e site Compre Ingressos (http://www.compreingressos.com/)

Informações: (71) 3525.9720

Oficina de teatro comemora dia das crianças na Caixa Cultural.

No dia 12 de outubro (quarta-feira), das 10h15 às 12h15, acontece na CAIXA Cultural Salvador a oficina “A Ludicidade no Teatro para Crianças”, ministrada pela arte-educadora Kamila Ferrazzi, da Cia. do Abração, de Curitiba. A atividade, parte da programação comemorativa do Dia das Crianças do espaço, é voltada para crianças com idades entre 08 e 11 anos. Serão desenvolvidas atividades com o objetivo de potencializar a sensibilidade dos participantes, aflorando o espírito coletivo e lúdico da brincadeira. As inscrições serão realizadas a partir das 10h.

O grupo também apresenta em Salvador o espetáculo “SobreVoar”, que tem como personagem Santos Dumont ainda criança. O público baiano poderá conferir o espetáculo na quinta e sexta-feira (13 e 14), às 14h, e na quarta-feira, sábado e domingo (12, 15 e 16), em duas sessões, às 14h e 16h. Os ingressos serão vendidos a preços populares, a partir das 9h da quarta-feira (12), para todas as sessões da semana, na bilheteria da própria CAIXA Cultural Salvador (Rua Carlos Gomes, 57, Centro).

Serviço:

Oficina – A Ludicidade no Teatro para Crianças

Quando: 12 de outubro de 2016

Horário: das 10h15 às 12h15

Local: CAIXA Cultural Salvador – Rua Carlos Gomes, 57, Centro – Salvador (BA)

Gratuito. Inscrições a partir das 10h no local.

Informações: (71) 3421-4200

Classificação: para crianças de 8 a 11 anos.

© 2020 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA