Aula remota durante pandemia não deve ser confundida com EAD

Covid-19 fez escolas e faculdades readaptarem cursos presenciais para o online disponibilizando calendário novo, porém diferente da educação à distância.

No combate a Covid-19 e necessidade de isolamento social, o mundo precisou se readaptar e criar formas de manter a rotina das pessoas. Segmentos essenciais como a educação, produziram um novo formato para manter o calendário letivo e levar a sala de aula para dentro das casas dos alunos. O Ministério da Educação criou o modelo de aula presencial mediada por tecnologia, a aula remota online, por conta da pandemia. Por meio da portaria, 343 de 17 de março, o MEC autorizou em caráter excepcional substituição de aula presencial mediada em meio digital.

Assim foi com a Faculdade Baiana de Direito, que suspendeu as aulas presenciais desde o início da crise, adaptou o calendário acadêmico e investiu em inovação para transmissão das aulas mediadas por tecnologia, sem perder a qualidade do ensino. A metodologia adotada é bem diferente do EAD, que há tempos já havia virado febre.

“A grande diferença do modelo EAD e o modelo de aulas presenciais mediadas por tecnologia, é que na Educação à distância a mediação é didático pedagógica, ocorre em tempo e lugares diversos. É um modelo em regra assíncrono e auto instrucional”, explica a Diretora Acadêmica da Faculdade Baiana de Direito, Carolina Mascarenhas. Ela ressalta que neste caso o aluno faz a sua organização pedagógica com apoio de professores tutores.

As aulas remotas online, utilizada pela Faculdade Baiana de Direito, durante este período de pandemia, exigem um recurso maior e específico. A faculdade precisou investir ainda mais na área de inovação e tecnologia para atender de forma eficiente todos os alunos prezando pela segurança. Este modelo de aula permite interação, mesmo com o distanciamento físico. A vida acadêmica dos alunos continua evoluindo, as disciplinas sendo ministradas integralmente, os professores presentes ao vivo, além da realização das avaliações personalizadas.

O Cronograma e calendário são próprios e adaptados pelo professor de cada disciplina com a interação diária. Diferente da Educação à Distância que trabalham com vídeo aula, unificação e padronização de praticamente todo o material. “No caso das aulas presenciais mediadas por tecnologia as interações acontecem em tempo real, diariamente e com participação direta dos docentes das disciplinas. Trata-se de uma excepcionalidade estabelecida através de portaria do Ministério da Educação diante da pandemia, conclui a professora Carol.

Faculdade Baiana de Direito promove “Fórum de Teses” com foco em novas tecnologias.

Com programação ampliada, o evento, no próximo dia 29, chega à 10ª edição e manterá o mesmo formato da edição anterior, com painéis simultâneos que propiciam o debate amplo entre professores, convidados externos e o público. Serão dez mesas redondas, divididas em três grupos, e cerca de sete horas de programação. Renato Opice Blum, advogado e mestre pela Florida Christian University, comanda a conferência de abertura, às 10h.

Em seguida, às 11h, a primeira mesa será aberta: Privacidade e Proteção de dados na Era Digital com o doutor em Direito Maurício Requião, Diogo Guanabara (advogado, mestre e consultor jurídico em Direito público) e Marcus Seixas (advogado, mestre e doutorando em Direito). O Fórum de Teses debaterá temas como a democracia digital, a utilização de novas tecnologias como instrumento no combate à macrocriminalidade, empreendedorismo e inovação no mercado jurídico e muito mais.

Nomes como Gabriel Marques (doutor em Direito pela USP), Miguel Calmon Dantas (procurador do estado da Bahia), Walber Carneiro (doutor em Direito pela Universidade de Coimbra), Roberto Gomes (promotor de Justiça do MPBA), dentre outros estão à frente dos debates. O Fórum de Teses é reconhecido como extensão universitária e atividade complementar. O valor do investimento é de R$ 80,00.

Jornada vai aprofundar alterações na Lei de Registro de Imóveis

As alterações no Registro de Imóveis e as alterações da Lei Federal 13.465/2017 sobre o direito imobiliário estarão no centro dos debates da Jornada Baiana de Direito Registral e Imobiliário, que acontece na próxima quinta-feira (05/10), no Hotel Sheraton da Bahia.

A nova norma trouxe impactos sobre a regularização dos imóveis nas cidades, a exemplo da Reurb, da usucapião extrajudicial e do direito de laje, influiu os procedimentos de cobrança na alienação fiduciária, a forma como condomínios e conjuntos habitacionais se estruturam e também pacificou polêmicas no direito imobiliário, como o condomínio de lotes.

Entre os convidados estão os professores João Pedro Lamana Paiva, registrador do Cartório de 1º Ofício de Porto Alegre, Francisco Rezende, registrador do Cartório de 4º Ofício de Belo Horizonte, Pedro Arruda Câmara, registrador do Registro Civil com funções Notariais de Ilhéus, Marcelo Conde, registrador de Tarumirim, em Minas Gerais, e Paulo Henrique Costa, registrador de Ubaíra, na Bahia, entre outros especialistas. A coordenação acadêmica é do advogado e professor Bernardo Chezzi.

O evento é promovido pela Associação dos Notários e Registradores da Bahia (ANOREG-BA) e pela Faculdade Baiana de Direito, com o apoio do Instituto de Registro Imobiliário do Brasil (IRIB), 3º Registro de Imóveis de Salvador, Instituto Baiano de Direito Imobiliário (IBDI-BA), Indústria Gráfica Brasileira (IGB) e patrocínio do escritório Fiedra Advogados, BCM Advogados, IW6 Solutions.

As vagas são limitadas e as inscrições podem ser feitas no site http://anoregba.com.br/cadastro-direito.php A jornada é beneficente. Cada participante deverá doar duas latas de leite para as Obras Sociais Irmã Dulce (OSID).

 

SERVIÇO

Jornada Baiana de Direito Imobiliário

Dia: 5 de outubro

Horário: a partir das 8h30

Local: Hotel Sheraton da Bahia

Faculdade Baiana de Direito abre inscrição para cursos de extensão em diversas áreas.

A Faculdade Baiana de Direito está com inscrições abertas para os cursos de extensão de Direito Desportivo, Direito Digital e Direito Internacional. Os profissionais de Direito, estudantes e demais interessados que buscam aperfeiçoamento em algumas destas áreas devem se inscrever até o dia 1 de agosto.

No curso de Direito Digital, os alunos terão a chance de compreender os institutos do Direito Digital; sua evolução; seus fundamentos; a legislação aplicada, sua atualidade e perspectivas, bem como desenvolver a habilidade de identificar soluções para os principais problemas jurídicos relacionados ao tema. Ministrado pelo promotor Fabrício Patury, o curso acontece entre o dia 2 de agosto até 6 de dezembro, todas as quartas-feiras.

A extensão de Direito Internacional propõe estudos de casos dos acontecimentos mais relevantes da legislação internacional. Orientado pelo mestre Thiago Borges, às aulas serão em português e em inglês. O curso inicia no dia 3 de agosto e segue até o dia 7 de dezembro.

Outra especialização ofertada pela Faculdade é a de Direito Desportivo, voltada para os profissionais interessados em assuntos jurídicos nos esportes. O curso permite o aprofundamento de conhecimentos relativos ao direito desportivo em geral, com ênfase no estudo da legislação desportiva brasileira, incluindo o Estatuto do Torcedor e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva. As aulas serão realizadas todas as quintas-feiras, de 3 de agosto até 7 de dezembro. A pós é coordenada pelo professor Jaime Barreiros.

“Os cursos de extensão são uma oportunidade para que estudantes e profissionais enriqueçam seus currículos, além de possibilitar atualização acadêmica e maior experiência na área”, explica Fernando Caria Leal Neto, coordenador de Extensão e Iniciação Científica da Faculdade Baiana de Direito.

As aulas serão realizadas na sede da Faculdade em Amaralina.Os interessados podem se inscrever nas sedes da Faculdade Baiana de Direito (Amaralina e Jardim Armação) ou através do site  www.faculdadebaianadedireito.com.br. Todos os cursos possuem carga horária de 36 horas. O valor do investimento é de R$ 550, cada. As vagas são limitadas.

SERVIÇO

Cursos de Extensão – Faculdade Baiana de Direito
Prazo das Inscrições: até 01 de agosto
Local de inscrição: sede da Faculdade Baiana de Direito (Amaralina e Jardim Armação) ou através do site  www.faculdadebaianadedireito.com.br
Valor: R$ 550 (cada curso)
Mais informações: 71 3205-7700

Faculdade debaterá “Direito dos Animais e a Constitucionalidade das Vaquejadas”.

(Foto: Leonardo Hammey/ Portal Vaquejada)

A decisão do Supremo Tribunal Federal de proibir a prática de vaquejadas levantou uma polêmica e movimentou não apenas as organizações de defesa dos animais. Nesse sentido, acontecerá na Faculdade Baiana de Direito, no dia 31 de outubro, a partir das 18 horas, um debate para aprofundamento no assunto.

O evento contará com a participação dos professores de Direito, Diogo Guanabara, Tagore Trajano e Heron Santana. A atividade marca o encerramento do “Once a Week” – uma sequência de palestras semanais que discutiu temas atuais do mundo jurídico.

O Once a Week é aberto ao público. A inscrição custa R$ 25 e pode ser feita no dia do evento. Organizado por um grupo de alunas da instituição, o Once a Week teve o objetivo de levantar recursos para participação na 21ª edição da Stetson International Environmental Moot Court Competition, que vai acontecer em dezembro, na Flórida (EUA).

© 2020 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA