Brahma e Zé Delivery dão voucher para compra de Brahma 0,0%

Sextou com Moderação: No Dia de Responsa, quem pedir qualquer produto pelo aplicativo nesta sexta-feira, das 16h às 20h, será presenteado com R$ 10 para trocar por essa cerveja

Sempre ao lado dos brasileiros em todos os momentos, a Cervejaria Brahma chega ao Dia de Responsa da Ambev, que acontece nesta sexta-feira, 18, com um brinde especial. A marca se une ao Zé Delivery em uma ação para conscientizar o consumidor sobre a importância do consumo consciente. Assim, quem pedir qualquer produto pelo app de entrega de bebidas vai receber R$ 10 para comprar a Brahma 0,0%. Dessa forma, todo mundo vai aproveitar o sextou com moderação.

A ação acontece nesta sexta-feira, a partir das 16h às 20h, nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Recife. Assim, ao finalizar a compra, basta o consumidor colocar o cupom DIADERESPONSA para receber sua recompensa. Tudo para começar o fim de semana ainda melhor.

“Brahma está na vida dos brasileiros há muito tempo, sempre levando tradição e qualidade cervejeira para os consumidores. Nessa data tão relevante, queremos conscientizar as pessoas sobre o consumo moderado, então, nada melhor do que presentearmos os brasileiros com a nossa Brahma 0,0%. Assim, quem quiser aproveitar o happy hour de sexta-feira de uma forma diferente, basta acionar o Zé Delivery”, afirmou Cinthia Klumpp, gerente de marketing de Brahma.

No Dia de Responsa, essa união entre Brahma e Zé Delivery é perfeita para brindar com moderação. Maior app de entregas de bebidas do Brasil, o Zé Delivery possui um portfólio de produtos que vai desde água, sucos e refrigerantes, até cervejas, destilados, vinhos, petiscos, carvão e gelo. Presente em todos os Estados brasileiros, o Zé Delivery tem o compromisso de chegar onde outros serviços não chegam, em regiões mais afastadas do centro e em todos os bairros das regiões onde atua. O app está disponível na Apple Store(iOS) e Play Store (Android) ou pelo site ze.delivery.

Ambev participa de fórum de Harvard Business Review para debater moderação

A cerveja está presente em vários momentos de comemoração de milhares de brasileiros. Seja para acompanhar uma partida de futebol ou para a live de algum artista preferido, aquela gelada é sempre uma boa pedida. Por isso, nunca é demais entender a importância do consumo consciente.

A Ambev e a Harvard Business Review junto com especialistas e personalidades vão conduzir uma live para fomentar discussões sobre os hábitos e moderação no consumo de álcool, com o intuito de falar sobre as melhores práticas para seus consumidores e aumentar o conhecimento sobre como beber com moderação.

A participação faz parte da agenda do tradicional Dia de Responsa, iniciativa da Ambev para conscientizar cada vez mais o consumidor sobre a importância das escolhas saudáveis e consumo responsável. Sob o tema “A Gestão de Saúde nas Empresas”, a programação conta com dois painéis com 45 minutos de duração cada, onde serão discutidos Mudanças de Hábitos e Moderação e o papel da Tecnologia e Escala na Mudança de Comportamento.

Com a presença de nomes como: Nayana Pita, diretora de People e Community na Cisco Brasil e Tadashi Kakamoto, terapeuta Transpessoal, Dr. Leonardo Aguiar, médico expert em Inovação e Celso Athayde, fundador da CUFA e CEO da Favela Holding. Além disso, os painéis contam com os executivos da companhia, Carla Crippa, VP de Relações Corporativas e Ricardo Gonçalves Melo, VP de Corporate Affairs e Compliance da Ambev e moderação de Ana Magalhães, editora-chefe da HBR Brasil.

 

Emicida é a nova voz da campanha do VOA

Programa de voluntariado da Ambev que atende 7 ONGs na Bahia. Rapper reforça papel do voluntariado no País em campanha que conta histórias de pessoas que foram impactadas positivamente pelo VOA

O rapper Emicida foi o escolhido para narrar o conceito da nova campanha do VOA, programa de voluntariado da Ambev que compartilha conhecimento em gestão com organizações sociais. A campanha contará histórias de pessoas impactadas positivamente pelo trabalho voluntário e trará na voz do cantor uma mensagem escrita por ele sobre resiliência e inclusão. A campanha foi divulgada nas redes sociais do VOA e da Ambev para posicionar o programa como uma grande plataforma de visibilidade às narrativas reais das comunidades em que atua.

Nomeada “Histórias que VOAM”, a campanha foi lançada no Dia Nacional do Voluntariado, celebrado no último dia 28 de agosto, na cidade São Paulo com projeções simultâneas em quatro prédios da Rua Augusta, uma das principais vias da capital. As imagens foram feitas durante à noite e retrataram as histórias de um fundador de ONG, de uma mentora da Ambev, além de um jovem beneficiado pelo programa.

 

Os vídeos das projeções e de cada personagem também serão compartilhados nas redes sociais do VOA. Essa nova identidade do programa abre espaço não só para as pessoas contarem como tiveram suas vidas transformadas como também para engajar a sociedade com as principais causas do trabalho voluntário e do terceiro setor.

No estado da Bahia, 7 ONGs já receberam mentoria do VOA desde 2018, ano em que o programa foi criado. Como é o caso da Associação Carnavalesca Bloco Afro Olodum, que conseguiu ampliar o seu impacto em Salvador, a partir da mentoria e do compartilhamento de conhecimento em gestão oferecido pela companhia.

Histórias como essa serão retratadas até o final do ano nas redes sociais do VOA com o objetivo de posicionar o programa como uma grande plataforma de aprendizagem em gestão para ONGs de todas as regiões do País.

Colorado Amazônica vai ter aumento acima de 45% no seu preço

Reajuste é baseado no comparativo do índice de desmatamento da floresta. 100% do valor arrecadado com a venda será doado para famílias da Rede de Cantinas da Terra do Meio, no Pará

A Lata de Colorado Amazônica, cerveja que tem como objetivo ajudar a manter vivo o berço da biodiversidade brasileira, acaba de sofrer sua primeira alteração de valor. O preço inicial de R$ 5,49 foi atualizado com base nos índices de desmatamento da floresta e sofreu um aumento de 45,9%, ficando no valor de R$ 8,01

O reajuste na precificação da cerveja é baseado no Índice de Reajuste de Preços da Amazônia (IRPA). A métrica desenvolvida pelo MapBiomas, tem como base a comparação da média do desmatamento semanal detectado nas últimas quatro semanas com o mesmo período do ano passado.

A cada semana o índice será calculado e indicará o reajuste a mais ou a menos que será aplicado ao preço da cerveja, ou seja, quando reduz o desmatamento, cai o preço da cerveja e quanto menor a floresta, mais cara será a lata de Colorado Amazônica.

Colorado Amazônica é uma Witbier, também conhecida como Belgian White. Produzida com farinha de babaçu, pacová e casca de limão, a receita ressalta o sabor dos ingredientes da região amazônica, além de manter alta refrescância e agradar o paladar brasileiro com 9 de IBU na escala de amargor. A bebida possui teor alcoólico de 4,5%.

A novidade está disponível na loja da marca (cervejariacolorado.com.br/amazônica)

Ambev lança competição para produção de nova cerveja no Brasil

Com inscrições abertas, o Desafio Cervejeiro pede que os competidores pensem em tudo: desde a receita, até a embalagem de um rótulo 100% original

A Ambev lançou uma competição para universitárias e universitários que sonham em criar sua própria cerveja. Os vencedores do Desafio Cervejeiro vão ganhar um lote do produto que desenvolveram, que será fabricado em uma das mais de trinta cervejarias da companhia, espalhadas em todo o Brasil. Além disso, eles também serão premiados com um curso cervejeiro, junto ao time de especialistas da própria Ambev. Para isso, os grupos vão ter que pensar em tudo: na receita, no processo de produção, na embalagem e até no rótulo da nova cerveja.

“A gente é apaixonado por cerveja e queremos encontrar outras pessoas que compartilhem dessa paixão! É nas universidades que estão os nossos futuros talentos e, por isso, criamos uma competição que vai ensiná-los sobre o universo cervejeiro. É uma oportunidade para aprender, se arriscar e ter novas experiências” explica Caio Zaio, Gerente de Recrutamento e Seleção da América do Sul da Ambev. “Essa é, na verdade, a segunda edição do Beer Champs. Na primeira vez, fizemos uma competição só com os nossos estagiários. Deu tão certo, que decidimos expandir e levar essa dinâmica, que é tão rica, para dentro das universidades também”.

Na primeira edição, o grupo vencedor criou uma cerveja cheia de inovação: com estilo belga Saison, ela ganhou a adição mais do que brasileira do guaraná, vindo direto da Amazônia. Participantes da segunda edição, claro, não vão precisar saber tudo de cerveja antes de se inscrever. Para ajudar os competidores, a Ambev vai fazer duas lives em seu canal Ambev Learning, ensinando sobre o plano comercial e de produção. Além disso, todos os grupos vão receber um guia com orientações de como podem apresentar suas ideias.

Podem ser inscrever grupos de duas a quatro pessoas, de todas as regiões do País, que estejam cursando qualquer graduação, em qualquer ano. As inscrições vão até 18 de setembro. Interessados podem acessar o link: https://ambev.gupy.io/jobs/257183.

Ambev apresenta programa de voluntariado no Fórum de Filantropia Estratégica

A Cervejaria Ambev  apresenta nesta quinta-feira (26) as experiência com VOA, programa de voluntariado da empresa, no Fórum Interamericano de Filantropia Estratégica (FIFE). Carlos Pignatari, gerente de Impacto Social na Ambev, ministrará a palestra “O impacto da implantação do sistema de gestão na potencialização do Terceiro Setor”.

Durante a exposição, falará sobre a importância dos processos de gestão para ampliar o impacto das ONGs na sociedade, ainda mais nesse período de crise. No mesmo dia, o executivo participa do debate “Os caminhos rumo aos objetivos do desenvolvimento sustentável no setor público e privado” com Regina May, que atua com desenvolvimento comunitário e sustentável e Ana Lúcia Melo, diretora-adjunta no Instituto Ethos.

O VOA foi criado pela Cervejaria Ambev para compartilhar com ONGs seus conhecimentos em gestão. O objetivo é ajudar essas organizações a se estruturaram melhor e, assim, ampliarem seu impacto positivo na sociedade. Por meio do VOA, a companhia capacita as ONGs e, ainda, incentiva o voluntariado entre seus funcionários. Todas as aulas e mentorias do programa são dadas por funcionários da cervejaria que se voluntariam para doar tempo e conhecimento para as participantes, transmitindo conceitos de gestão de orçamento, planejamento estratégico, captação de recursos, estabelecimento de metas e indicadores.

Em 2018, primeiro ano do programa, 185 ONGs de todo o Brasil, selecionadas entre quase 2 mil inscritas, receberam consultoria personalizada. Foram quase 200 voluntários que dedicaram 12 mil horas para ajudar as ONGs a impactarem cerca de 2 milhões de pessoas. Em 2019, 71 novas organizações se juntaram ao programa e somam-se mais de 270 voluntários. Neste ano, o VOA criou uma plataforma para compartilhar os conhecimentos e módulos do programa de forma gratuita com o público em geral, permitindo que qualquer interessado ou instituição acesse os conteúdos de gestão do programa.

O FIFE é o  maior evento sobre gestão para o Terceiro Setor. O evento que nasceu em 2014, é idealizado pela Rede Filantropia. A Cervejaria Ambev é patrocinadora master desta 7a ediçãoO festival começou ontem e segue até a sexta-feira (28). Pela primeira vez, em razão da pandemia de Covid-19, será realizado 100% online.

O evento conta com outras palestras e debates que abordarão os temas mais atuais de gestão para o setor, incluindo aspectos da legislação, contabilidade, comunicação e marketing, tecnologia, voluntariado, captação de recursos, entre outros. Para mais informações e participação, acesse o link.

Aplicativo ajuda garçons desempregados que buscam novo emprego

A Academia do Garçom, de iniciativa da Cerveja Bohemia, é uma ferramenta rápida, segura, gratuita e fácil de usar: o garçom desempregado faz um cadastro e seus dados alimentam um banco de dados. O empresário acessa esse conteúdo, seleciona o candidato que mais se aproxima do perfil da sua empresa e faz o contato direto com o garçom.

“A Academia do Garçom nasceu para ajudar na retomada da economia desse segmento, sendo um elo seguro entre quem procura uma vaga no mercado de trabalho e quem a oferece”, destaca Antenor Neto, coordenador de marketing da Ambev (dona da Bohemia).

Segundo a Abrasel, cerca de 17 mil bares e restaurantes permaneceram fechados em Salvador, desde o dia 16 de março, início da quarentena. Neste período, a associação estima que, só na capital baiana, cerca de 25 mil trabalhadores perderam o emprego.

Com o início da segunda fase de retomada da economia, anunciada pela Prefeitura de Salvador este mês, milhares de bares e restaurantes reabriram, mas, neste momento, o desafio dos empresários é contratar e capacitar os trabalhadores para oferecer segurança necessária aos consumidores.

Diante desse cenário, segundo o coordenador de marketing da Ambev, foi criada a Academia do Garçom, uma plataforma virtual com o objetivo de identificar estes profissionais. “A ideia é conectar os garçons desempregados aos donos de bares e restaurantes de forma rápida e segura”, explica Antenor Neto.

Nos formatos de aplicativo e site, Academia do Garçom, em parceria com a Abrasel, permite que o profissional desempregado se cadastre e se qualifique para reinserção no mercado. O acesso é gratuito, basta acessar o site Academia do Garçom e se cadastrar.

“Os treinamentos são 100% online e as aulas voltadas também para o período pós Covid-19. Entre os cursos estão: técnicas de atendimento, segurança e higienização, vendas e conhecimento cervejeiro”, explica Luiz Henrique do Amaral, executivo da Abrasel na Bahia.

Ainda segundo Luiz Henrique, o garçom que completar a carga horária receberá um certificado e uma colocação especial dentro da plataforma, colocando à frente de outros concorrentes. Ao buscar um novo profissional, o empresário poderá checar se o garçom é certificado.

Ambev abre inscrições para Programa de Estágio em todo o Brasil

Com seleção mais democrática, a companhia aceita qualquer curso universitário e cria game para substituir o tradicional teste de lógica; Inscrições vão até 08 de setembro. Candidatos com graduação prevista até 2022 de todos os cursos podem se inscrever até dia 08 de setembro, no site www.estagioambev.com.br.

Processos seletivos são uma grande oportunidade para jovens talentos ingressarem no mercado de trabalho e se tornarem grandes profissionais no futuro, e a Ambev reconhece que tornar suas portas de entrada cada vez mais acessíveis é o caminho para uma empresa mais diversa e inclusiva.

Por isso, para o segundo semestre de 2020 a companhia abriu as inscrições do seu Programa de Estágio com um processo de recrutamento 100% online, sem teste de inglês – principal filtro de desigualdade – e substituição dos tradicionais testes de lógica por um game inovador, que avalia uma lógica mais fluida.

O processo seletivo da Ambev já vinha sendo cada vez mais inclusivo com a introdução da seleção às cegas, que não avalia candidatos por idade ou gênero, e a eliminação do teste de inglês. Agora, a companhia está aceitando todos os cursos, tanto de bacharel, como licenciatura e tecnólogos. “Nosso Programa de Estágio não só abre oportunidade aos jovens talentos, como também possibilita que cada aprovado se torne dono da sua própria história e seus próprios projetos dentro da companha. Acreditamos que só assim poderemos montar um time cada vez mais diverso para que todos nós possamos crescer juntos”, afirma Illana Kern – Head de Gente e Gestão da Ambev.

Serão mais de 200 vagas nas áreas de Business, Supply e Tech, espalhadas por todo o Brasil e direcionadas a estudantes de graduação superior com formação prevista até 2022.

Em Supply, os estagiários mergulham no apaixonante universo da cerveja. Já na trilha de Business, os interessados vão conhecer mais as áreas comerciais, em Tech, os universitários conhecerão diversos projetos de inovação da companhia.

Com o término das inscrições, a Ambev vai indicar os pré-selecionados para fase de game, uma experiência inovadora e 100% reformulada que vai trazer junto com os testes uma experiência de conhecimento sobre a Ambev. Contará com vídeos de funcionários da empresa contando um pouco sobre a Cultura, Projetos, Nossa Gente, Diversidade, Tecnologia e Conhecimento Cervejeiro. O foco é avaliar os candidatos e gerar conhecimento, para que eles consigam sair com a sensação de que aprenderam algo.

Já o passo seguinte, é a etapa de vídeo que também foi reformulada para o processo seletivo desse ano e a partir de agora o candidato poderá gravar da maneira que se sentir mais confortável, aparecendo ou não no vídeo. A mudança tem objetivo de dar cada vez mais abertura aos estudantes, para que eles possam decidir a melhor maneira de mostrar sua autenticidade e explorar a criatividade. Se aprovado, a fase final, conhecida como Day Challenge e que até então era presencial, será 100% online. Essa etapa é o principal dia da seleção, em que os universitários participarão de uma dinâmica e farão uma entrevista com líderes da companhia.

O principal objetivo do Programa de Estágio é capacitar os universitários, transformando-os em donos de grandes projetos, além de dar voz a cada um deles a partir da LEAGUE – Liga dos Estagiários, uma iniciativa que promove autonomia, liberdade e autenticidade de cada estudante.

Ambev une empresas e anuncia fábrica de vacina contra Covid-19

Ambev, Americanas, Itaú Unibanco (Todos pela Saúde), Stone, Instituto Votorantim, Fundação Lemann, Fundação Brava e a Behring Family Foundation vão equipar e financiar a infraestrutura necessária à produção da vacina contra a Covid-19 e vão doar à Fiocruz.

Inicialmente será construído um laboratório de controle de qualidade, para a realização dos testes desde a primeira fase de incorporação do imunizante pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos /Fiocruz), que consiste no recebimento de 100 milhões de doses do ingrediente farmacêutico ativo (IFA) para processamento final (formulação, envase, rotulagem e embalagem), dentro de um acordo de encomenda tecnológica respaldado pelo governo.

A vacina que será produzida na unidade é a que está sendo desenvolvida pela Universidade de Oxford, junto ao laboratório farmacêutico britânico AstraZeneca. O projeto se encontra na fase III de testes no Brasil e outros países, como África do Sul, UK e EUA. A expectativa é de que esta vacina tenha a submissão do seu dossiê de registro à agência regulatória nacional ainda neste ano. A partir desse deferimento, as doses produzidas serão disponibilizadas ao Programa Nacional de Imunizações (PNI)/ Ministério da Saúde, para imunização da população de acordo com a sua estratégia.

Além disso, o grupo investirá em adequações do parque fabril de Bio-Manguinhos/Fiocruz, assim como na aquisição dos equipamentos necessários à absorção total da tecnologia para produção do IFA. A previsão é que a infraestrutura esteja pronta até o começo de 2021. Quando concluídos todos os investimentos, Bio-Manguinhos/Fiocruz terá também capacidade para produzir outras vacinas no futuro, incluindo outros tipos contra a Covid-19 que sejam aprovados. A unidade produtora será um legado do grupo de empresas e fundações para a sociedade civil e as comunidades científica e médica, que terão acesso a uma infraestrutura que pode acelerar a solução para doenças futuras.

A preparação destas instalações fabris terá um custo de cerca de R$ 100 milhões, recurso viabilizado pela coalizão formada pelas empresas e fundações, responsáveis por 100% desses investimentos, incluindo todos os equipamentos laboratoriais e industriais de ponta necessários à sua operação. A Ambev será corresponsável, junto com a Fiocruz, pela gestão e execução do projeto, sob supervisão técnica de Bio-Manguinhos/Fiocruz. O escritório Barbosa, Mussnich e Aragão Advogados atuará como consultor jurídico do projeto, pró bono. Um comitê composto por todas as empresas e fundações será formado para acompanhar o andamento das obras e aquisições dos equipamentos.

Parte dos integrantes da coalizão também apoiará a construção de uma fábrica similar no Instituto Butantan, em São Paulo. As duas iniciativas, inovadoras ao unir esforços dos setores público e privado, lideradas por brasileiros de ponta a ponta, trarão ao Brasil uma autonomia inédita para o abastecimento de vacinas contra a Covid-19, e serão também as primeiras fábricas capazes de produzir este tipo de vacina na América do Sul.

Quer conhecer uma cervejaria por dentro? Confira o tour virtual da Ambev

Primeiro tour virtual dentro de uma cervejaria será ao vivo neste sábado (8), às 16h, na icônica Cervejaria de Agudos-SP. Para acompanhar a experiência, consumidores terão direito a cupom de desconto “#TourDaAmbev” para compra de rótulos no aplicativo Zé Delivery

No mês dedicado à cerveja, a Ambev realiza o primeiro tour virtual dentro de uma cervejaria sua no Brasil. As portas da icônica Cervejaria de Agudos, localizada no interior de São Paulo, se abrem para uma experiência totalmente online e interativa guiada pelos mestre-cervejeiros da companhia. O tour vai passar por todos os bastidores da produção de uma cerveja, seus processos de qualidade e seleção de ingredientes.

Com transmissão exclusiva pelo canal do YouTube da Ambev, o tour será ao vivo e acontece neste sábado (8), das 16h às 17h, como uma forma de oferecer ao público conhecimento cervejeiro no mês em que é celebrado o Dia Internacional da Cerveja (7 de agosto). Para que a experiência cervejeira seja a mais próxima possível do formato presencial das visitas abertas ao público, que estão temporariamente suspensas, consumidores de todo o país poderão utilizar o cupom “#TourDaAmbev”, que dará direito a 30% de desconto para a compra de rótulos no aplicativo de bebidas geladas Zé Delivery (válido para sábado, 8, das 12h às 19h).

O primeiro tour virtual e ao vivo dentro de uma cervejaria da Ambev será na icônica Cervejaria de Agudos, que possui mais de 67 anos de história na produção de rótulos como Brahma, Skol e Antarctica. Com os tours presenciais interrompidos temporariamente como medida preventiva contra a disseminação da Covid-19, a Ambev investiu nesse novo formato de interação com consumidores. “Escolhemos agosto, que é o mês dedicado à cerveja, para tentar criar uma experiência que chegue o mais próximo possível de uma visita às nossas cervejarias. Queremos que cada vez mais o consumidor tenha acesso aos detalhes e bastidores por trás da produção de uma cerveja e, como no momento atual as visitas presenciais tiveram que ser suspensas, essa é uma maneira de levar um pouco dessa experiência para a casa dos consumidores”, conta Laura Aguiar, Head de Conhecimento e Cultura Cervejeira da Ambev.

Para acompanhar o tour, basta acessar o canal do YouTube da Ambev (https://www.youtube.com/ambev). O público pode interagir e tirar dúvidas com as/os mestres-cervejeiras (os) Juliana Jacomin e Alexandre Esber durante a transmissão.

Conhecimento Cervejeiro

Ao longo dos últimos anos, a Ambev apostou em compartilhar conhecimento cervejeiro com o consumidor, com a realização de cursos da plataforma de conhecimento cervejeiro à abertura das cervejarias para visitas. A companhia já recebeu, nos últimos três anos, mais de 228 mil visitas de consumidores e realizou cursos gratuitos em 9 cidades brasileiras, como São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Curitiba, Recife, Porto Alegre, Fortaleza e Brasília.

Além disso, recentemente lançou o Hoppy, uma plataforma online que une gamificação e conteúdo para quem quer testar e conhecer a diversidade do mundo da cerveja. Ao longo de cada etapa, os usuários podem avaliar seus conhecimentos completando testes e quizzes, e acumulando as chamadas “beercoins”, pontuação de classificação no ranking global, onde pessoas do mundo inteiro disputam a liderança.

© 2020 - TV Aratu - Todos Direitos Reservados
Rua Pedro Gama, 31, Federação. Tel: 71 3339-8088 - Salvador - BA